CENTRO DE SAÚDE AUDITIVA ATENDE GRATUITAMENTE PELO SUS EM ITABUNA

Aposentada Pedro Augusto.jpg

Quem sofre com problemas auditivos conta com um serviço que oferece tratamento gratuito, através do Sistema Único de Saúde (SUS). O Centro de Saúde Auditiva de Itabuna – CESAI fica na Avenida Mário Padre, Góes Calmon e presta atendimento à população de Itabuna e toda a região. O CESAI é credenciado pela Secretaria Municipal de Saúde e atende, diariamente, até 100 pacientes. Uma equipe médica integrada por quatro otorrinolaringologistas, oito fonoaudiólogos, psicólogos, assistente social, fisioterapeutas e nutricionistas faz a atenção diagnóstica e a terapêutica especializada às pessoas que apresentam perdas da audição.

O Centro de Saúde Auditiva de Itabuna atende crianças, adolescentes, adultos e idosos com queixa de alteração de audição. Os serviços oferecidos gratuitamente, de segunda-feira à sábado, são: avaliação audiológica, orientação e terapia fonoaudiológica, implante de aparelhos auditivos, avaliação psicológica, reabilitação vestibular fisioterápica e nutrição. Esses atendimentos se encaixam nos serviços da média complexidade fornecidos pelo Sistema Único de Saúde em parceria com a Secretaria Municipal da Saúde.

Qualquer pessoa pode ser atendida desde que seja encaminhada pelo SUS. Para isso, o paciente deve procurar a unidade básica de saúde mais próxima de casa e a Central de Regulação da Secretaria Municipal da Saúde munida do encaminhamento médico, Carteira de Identidade (RG), Cadastro de Pessoa Física (CPF), carteira do SUS e comprovante de residência. “Atendemos pessoas com deficiência auditiva em todos os níveis. Desde a parte da triagem, até o diagnóstico, encaminhamento cirúrgico, acompanhamento, reabilitação e indicação de prótese e adaptação de próteses auditivas”, explica Jal Barbosa Freitas, diretora do CESAI.

A aposentada Josefa de Lourdes da Silva, 88 anos, conseguiu um aparelho auditivo fornecido pelo CESAI na quinta-feira, depois de passar por todas as fases, desde o exame. Para dona Josefa, “a vida sem esse aparelho era triste, pois escutava apenas com um lado do ouvido. Basicamente eu não nada escutava. Sei que minha vida mudará a partir desse procedimento, porque a audição faz parte da vida da gente”.

Já a dona de casa Rubiana Rodrigues Silva, que acompanhava a filha Laylla Roberta Rodrigues, de três anos, que recebeu um implante em setembro deste ano, estava feliz. “Além do atendimento, toda a assistência foi dada de graça para a cirurgia de minha filha. Quando tinha um ano de nascida foi detectada a perda auditiva. Não tenho palavras para agradecer o comprometimento de toda a equipe do CESAI. Com certeza não teria condições nenhuma em bancar esse tratamento”, disse Rubiana.

Share Button

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *