Com onda de protestos, cidades de todo o País reduzem passagens; veja

Pelo menos sete capitais brasileiras já anunciaram mudanças na cobrança, principalmente após a isenção de impostos federais

O preço da passagem motivou protestos em capitais, como São Paulo Foto: Fernando Borges / Terra
O preço da passagem motivou protestos em capitais, como São Paulo
Foto: Fernando Borges / Terra

Somente no mês de junho, sete capitais brasileiras anunciaram a redução do valor das passagens de ônibus. As medidas acontecem no momento em que uma onda de protestos contra reajustes no custo do transporte público toma conta do País. Outras cidades de grande porte também já confirmaram mudanças nos preços cobrados aos passageiros.

O principal motivo para o novo cálculo das tarifas está na isenção do Programa e Integração Social (PIS) e da Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins) para as empresas de transporte coletivo, anunciada pela presidente Dilma Rousseff. Confira a seguir como ficam as tarifas nas capitais:

Cuiabá (MT): a partir de amanhã, a tarifa na capital mato-grossense passará dos atuais R$ 2,95 para R$ 2,85. Segundo a prefeitura, a redução se dá pela isenção de PIS/Cofins.

Manaus (AM): desde segunda-feira, a passagem na capital passou de R$ 3,00 para R$ 2,90. A redução se dá pela isenção de PIS/Cofins.

João Pessoa (PB): na capital da Paraíba, a passagem de ônibus vai passar de R$ 2,30 para R$ 2,20 a partir do começo de junho, também por causa da isenção de impostos.

Porto Alegre (RS): o prefeito José Fortunati anunciou nesta terça-feira que o valor será reduzido, no mínimo, de R$ 2,85 para R$ 2,80. A queda se dá pela isenção do Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISSQN). Ele também vai pedir ao governo do Estado isenção de ICMS sobre o óleo diesel, o que pode resultar em uma nova redução, para R$ 2,70.

Natal (RN): entrou em vigo nesta terça-feira a redução da tarifa de R$ 2,40 para R$ 2,30. A mudança no valor também se deve à isenção de PIS/Cofins.

Recife (PE): o governador de Pernambuco, Eduardo Campos, anunciou a redução de 0,10 no valor da passagem de ônibus no Recife e região metropolitana, passando para R$ 2,15. A mudança se dá pela isenção de PIS/Cofins.

Vitória (ES): Desde domingo, a passagem de ônibus ficou R$ 0,05 mais barata, com R$ 2,40 para o ônibus convencional e R$ 2,55 para o transporte seletivo. A redução aconteceu graças à isenção de PIS/Cofins para o setor de transportes.

Mudanças em outras cidades:

Blumenau (SC): uma liminar obriga a cidade catarinense a reduzir o preço da passagem em pelo menos R$ 0,12. Dessa forma, o valor caiu dos atuais R$ 3,05 para R$ 2,90. O prefeito Napoleão Bernardes confirmou ontem que vai cumprir a decisão judicial.

Pelotas (RS): o prefeito de Pelotas, Eduardo Leite (PSDB) assinou na tarde de segunda-feira o decreto que estabelece redução de 5,45% da tarifa de transporte. O novo valor, de R$ 2,60 da passagem do coletivo urbano, passa a valer a partir de amanhã.

Montes Claros (MG): a partir de domingo, o preço da passagem de ônibus na cidade passará de R$ 2,40 para R$ 2,30. A redução tornou-se possível a partir da isenção de PIS/Cofins.

Caxias do Sul (RS): decreto assinado nesta terça-feira reduziu o valor da passagem de R$ 2,85 para R$ 2,75. A redução também se deve à desoneração de PIS/Cofins anunciada pelo governo federal.

Terra

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.