Copa: Mais de dois mil militares das Forças Armadas reforçam segurança na Bahia

militares.jpg

Assegurar os espaços aéreo, marítimo e terrestre. Esse é o objetivo do esquema especial de segurança montado para a Copa do Mundo Fifa Brasil 2014 pelas Forças Armadas no estado da Bahia. Serão cerca de 2.300 militares da Marinha, Exército e Aeronáutica, que trabalharão integrados a órgãos locais como a Secretaria da Segurança Pública (SSP).

As tropas vão atuar em conjunto com representantes da SSP, polícias Militar, Civil, Rodoviária e Federal, além da Guarda Municipal, órgãos de trânsito e Defesa Civil. As entidades também trabalharão, em conjunto, no Centro de Coordenação de Defesa de Área, montado na sede do Comando do 2º Distrito Naval de Salvador, no bairro do Comércio.

As ações englobam desde o controle do espaço aéreo e monitoramento terrestre, até patrulhamento contra ameaças químicas, biológicas e nuclear, ações antiterroristas, monitoramento das fronteiras e segurança cibernética. Além disso, a orla marítima da capital e o interior da Baía de Todos-os-Santos serão patrulhados por navios e embarcações da Marinha.

Os principais alvos do esquema especial de segurança são estruturas e áreas diretamente ligadas ao Mundial como o entorno dos estádios, os centros de treinamentos das seleções, as Fan Fests, a rede hoteleira, locais de exibição dos jogos e pontos turísticos em Salvador e no interior do estado.

Tropas do Exército ainda formarão uma Força de Contingência, que apesar de não estar nas ruas, estarão em prontidão para atender situações de emergência e crise. Esses militares podem ser acionados pelo governador do Estado e pela Presidência da República para assegurar a ordem pública e o funcionamento de serviços essenciais.

Interior

Além da capital, os municípios de Santa Cruz Cabrália, Porto Seguro e Mata de São João, que receberão as delegações da Alemanha, Croácia e Suíça, respectivamente, também terão reforço de tropas federais para garantir a segurança. Para o capitão-de-corveta do Comando do 2º Distrito Naval, Flávio Almeida, a operação vai garantir a segurança e ajudar a instalar um clima de tranquilidade durante a Copa. “Esse trabalho, em parceria e integração entre os entes públicos na Bahia, é muito efetivo e já funcionou bem em eventos anteriores como a Copa das Confederações e o sorteio das delegações, em Costa do Sauípe”.

Share Button

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *