Copa: muçulmanos terão guia virtual para conhecer o país

images.jpg

Os muçulmanos que estiverem no Brasil para acompanhar a Copa do Mundo terão o apoio de um guia eletrônico com informações sobre as cidades-sede, as mesquitas e a cultura brasileira. O material, produzido pela Federação das Associações Muçulmanas do Brasil, vai ao encontro das ações do Ministério do Turismo, cujas obras de infraestrutura e qualificação profissional caminham no sentido de atender bem o turista brasileiro e estrangeiro em viagem pelo país.

“Nosso objetivo é que os turistas das mais diversas religiões se sintam acolhidos e respeitados”, disse o ministro do Turismo, Vinicius Lages. “Será um grande prazer receber visitantes de todas as partes do globo. Pela natureza miscigenada de nosso país, nos sentimos preparados para lidar com todas elas”.

Seis das 32 seleções que disputam o Mundial no Brasil representam países cujo islã tem grande presença entre a população. São elas: Argélia, Bósnia, Camarões, Costa do Marfim, Nigéria e Irã. Significa que junto com essas seleções, o Brasil vai receber uma série de torcedores oriundos desses países. “Nossa ideia é facilitar a estada dos turistas muçulmanos no Brasil, de modo que se sintam abraçados e confortáveis em nosso país”, diz Ali Zoghbi, vice-presidente da Federação das Associações Muçulmanas do Brasil.

Há cerca de 80 centros islâmicos e 50 mesquitas espalhadas pelo Brasil, de acordo com a Federação Islâmica Brasileira. Mesmo predominantemente católico, o Brasil tem cerca de 1,5 milhão de adeptos do islamismo. As maiores comunidades se encontram nas cidades de São Paulo, Brasília, Rio de Janeiro, Curitiba, Rio Grande do Sul e Foz do Iguaçu, boa parte delas, sedes da Copa do Mundo.

De acordo com estimativas do Departamento de Estudos e Pesquisas do MTur, existem pelo menos 15 milhões de brasileiros interessados em destinos religiosos no país. Esse movimento gera empregos e distribuição de renda, o que pode se traduzir em melhor qualidade de vida para a população.

Para dar mais conforto aos muçulmanos que estiverem aqui, além do guia eletrônico, os turistas do islã terão à disposição um aplicativo para smartphone e um telefone 0800, com atendimento em árabe e inglês, de acordo com a Federação. No aplicativo haverá ainda uma bússola digital, que indicará a direção da cidade sagrada de Meca, para onde os muçulmanos se voltam durante as orações. O guia também terá uma versão impressa e será distribuído em agências de turismo, embaixadas, consulados e nas mesquitas.

As viagens que incluem a motivação religiosa são hoje um grande impulso ao turismo nacional. De acordo com projeção do Ministério do Turismo, 60 milhões brasileiros realizaram 197 milhões de viagens domésticas em 2012. Desse total, 3,94 milhões tiveram como foco o turismo religioso. O MTur apoia o turismo religioso de forma ampla e laica.

Assessoria de Comunicação Social
Ministério do Turismo

Share Button

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *