Definido plano de contigência da dengue

25_dengue.jpg

Elaborado pela equipe da Secretaria Municipal de Saúde, o Plano de Contingência da Dengue em Itabuna será apresentado, pelo secretário Plínio Adry, ao Conselho Municipal de Saúde, na reunião ordinária do CMS desta quarta-feira (5). O plano foi elaborado conforme as diretrizes para Controle de Endemias do Ministério da Saúde, que classificou Itabuna, numa escala de 1 a 4, como nível 2 de ativação para o plano. A reunião do Conselho é aberta ao público e acontece às 17 horas, no auditório Luís Sena do Sindicato dos Bancários, na Avenida Duque de Caxias, Centro.

A diretora de Vigilância à Saúde, Larissa Pimentel, que fará a apresentação técnica, explicou que o plano é dividido em quatro dimensões que envolvem os departamentos de Vigilância a Saúde, Atenção Básica, Média e Alta Complexidade e Planejamento. Após apresentação para o Conselho o plano será encaminhado para a Diretoria Regional de Saúde (7ª Dires), Ministério Público e Superintendência de Vigilância em Saúde (Suvisa). Todas as dimensões preconizadas pelo Ministério da Saúde são contempladas no Plano: Vigilância Epidemiológica, Controle Vetorial, Mobilização, Gestão e Assistência.

O Plano

Entre as principais medidas do Plano de Contingência está a implantação da Unidade de Referência para atendimento exclusivo a pacientes com dengue, que vai funcionar, a partir do mês de março, na Unidade Básica de Saúde José Maria de Magalhães Neto (antigo SESP), no Centro, que está em fase final de reforma. Os pacientes receberão atendimento feito por uma equipe formada por médico, enfermeiro e técnico de enfermagem, que ficarão de plantão de segunda a sábado, até o dia 31 de maio, das 7 às 22 horas. Aos domingos e durante a semana após as 22 horas o atendimento poderá ser feito nos hospitais.

Segundo a diretora da Média e Alta Complexidade, Aline Lima dos Anjos, esse prazo poderá ser ampliado, caso haja necessidade. O prazo foi determinado pela Secretaria da Saúde com base no histórico da doença, que aponta o período como aquele em que aconteceu o maior número de casos em anos anteriores.

De acordo com o Plano de Contingência o Hospital de Base vai colaborar com internação e retaguarda laboratorial, realizando exames de sangue, coletados na Unidade de Referência do Centro da cidade e nas unidades de saúde dos bairros Califórnia e São Caetano. Já o Hospital São Lucas realizará atendimento somente a pacientes encaminhados pela Rede Municipal de Saúde.

No Departamento de Vigilância a Saúde uma equipe de agentes de endemias fará levantamento de bairros com maior número de casos e realizar trabalho específico de combate ao mosquito, com larvicida e bloqueio nessas áreas. Também está previsto para o dia 07 de fevereiro a licitação para contratação da empresa que organizará o processo seletivo para contratação de 139 agentes de endemias.

Share Button

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *