FAMÍLIAS LOTAM A VILA OLÍMPICA PARA ASSISTIR AS FINAIS DO BOM DE BOLA

Projeto Bom de Bola Melhor na Escola reúne no futsal crianças de todas as idades - Foto Pedro Augusto.jpg

Os oitos jogos de futsal da decisão do Projeto Bom de Bola, Melhor na Escola realizados neste domingo, 27, no ginásio da Vila Olímpica Professor Everaldo Cardoso, em Itabuna, não atraíram atenção apenas pelos lindos gols, jogadas ensaiadas, dribles desconcertantes e agitação nas arquibancadas, mas também pela empolgação de torcedores, entre avós, pais, mães, tios, primos e padrinhos, que não perderam um único lance e se emocionaram juntos com os filhos, noras e netos, afilhados, etc.

Entre os avós que mais incentivaram os atletas em quadra estão os aposentados Terezinha Santos Barbosa, 72 anos, e Agnaldo Soares de Souza, 78 anos. Dona Terezinha acompanha o neto Kauan Santos de Souza há dois anos e, neste domingo não foi diferente. “Já fui até para outras cidades com Kauan. O menino tem muito futuro. Acompanhei quase todos os jogos dele no Bom de Bola”, contou a empolgada avó.

Já seu Agnaldo Soares disse que apesar da equipe do neto não ter se classificado para a grande decisão, foi assistir aos jogos para incentivar as outras crianças. “Esse projeto é muito maravilhoso. Afasta as nossas crianças de se envolver com coisas erradas. São ações como essas que vão ajudar o nosso município a reduzir os índices de violência tão assustadores”, afirmou.

Foi com esse objetivo que o prefeito de Itabuna, Claudevane Leite, resgatou o Projeto Bom de Bola, Melhor na Escola, no ano passado, depois de tê-lo criado em há cerca de 30 anos. “Esse programa não incentiva apenas a prática do esporte, mas visa também promover a integração social, incentivar o estudante a tirar boas notas e ter na escola um bom comportamento. Esse já é o maior campeonato de futsal do interior do Brasil”, afirmou Vane, ao participar pela manhã da cerimônia de entrega de troféus e medalhas.

O secretário municipal de Esportes e Recreação, Evans Maxwel Silva, fez um balanço positivo desta 2ª edição do Bom de Bola, Melhor na Escola, que neste ano reuniu equipes de Itabuna e de municípios convidados como Ilhéus, Buerarema, Barro Preto, Coaraci, Itapé e Itajuípe. “A edição deste ano superou as nossas expectativas, com 206 equipes participantes e 2.100 atletas. Muitos meninos melhoraram o desempenho na escola depois da participação no projeto, como atestam diretores de escola e professors.”

O Bom de Bola, Melhor na Escola teve disputas nas categorias Mamadeira (4 e 5 anos), Chupetinha (6 e 7 anos), Fraldinha (8 e 9 anos), Pré-mirim (10 e 11 anos), Mirim (12 e 13), infantil (14 e 15 anos), Infanto (16 e 17 anos) e Aberto Feminino ( a partir de 15 anos). Foram premiados campeões, vices, artilheiros, goleiros menos vazados, craque, destaque e revelação em cada uma das categorias.

Share Button

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *