Inscrições para seleção de alfabetizadores já começaram

200546423-001Visando cumprir a meta estabelecida pelo Ministério da Educação (MEC) de alfabetizar mil pessoas no perímetro urbano e no meio rural do município até o final de dezembro a Prefeitura de Itabuna inicia amanhã, 19, as inscrições para o Processo Seletivo para contratação temporária de profissionais de Educação: Alfabetizadores, Alfabetizadores-Coordenadores de turmas, Tradutores-Intérpretes de Libras e Professores Formadores para o Programa Brasil Alfabetizado.

As inscrições podem ser efetivadas até a quinta-feira, 20, das 8 às 15 horas, na modalidade presencial na União dos Servidores Municipais de Itabuna – USEMI, na Avenida Manoel Chaves, no bairro São Caetano. O processo de seleção será concluído nos dias 4 e 5 de julho com a realização das entrevistas.

Para inscrição, o candidato deve apresentar Carteira de Identidade (RG); Cartão do CPF; Título de Eleitor e comprovante da última votação; Comprovante de Endereço; Certificado de Reservista, (sexo masculino até 45 anos de idade); Curriculum Vitae de forma detalhada (identificação dos títulos e especialmente da carga horária dos cursos de aperfeiçoamento, seminários e a experiência profissional, etc.); Escolaridade em conformidade com a habilitação exigida; Declaração de disponibilidade de tempo para o programa e Declaração de Vinculação a alguma Rede Pública de Ensino, caso desenvolva outras atividades afins neste setor.

Após a seleção, os educadores desenvolverão atividades de Alfabetização de Jovens, Adultos e Idosos por adesão ao Programa Brasil Alfabetizado na forma de trabalho voluntário com remuneração de uma bolsas-auxílio entre R$ 400 e R$ 600, por um período de oito meses. A carga horária mínima será de 320 horas, com início em data definida pela Secretaria da Educação e de acordo com a necessidade educacional.

O Programa Brasil Alfabetizado no Município faz parte do Plano Plurianual de Alfabetização (Ppalfa) encaminhado pela Secretaria da Educação (SEC) para analise técnica-pedagógica da Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão (Secadi) do MEC. O programa objetiva contribuir para superar o analfabetismo no Brasil, universalizar a alfabetização e o ensino fundamental de Jovens, Adultos e Idosos.

À execução do Programa estará assegurada através do repasse de uma verba de R$ 104 mil do MEC ao município. Os recursos servirão para custear despesas com a formação inicial e continuada dos alfabetizadores, compra de gêneros alimentícios, transporte de alfabetizandos e reprodução de material didático. As turmas devem ser formadas em espaços públicos e em parceria com instituições religiosas, associações de moradores e empresas privadas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.