Nova droga come viciado vivo de dentro para fora e gera amputação de seus membros

Conhecida como Krokodil, ela deixa a pele da pessoa como se fosse a de um réptil.

nova-droga

O caso de uma nova e terrível droga chamada de “Krokodil” tem repercutido em todo o mundo. Ela come a carne humana de dentro para fora, além de ser inflamável e deixar a pele do viciado como se fosse a de um réptil.
Popular na Rússia, a droga é caseira. Ela é três vezes mais barata que a heroína e é criada por uma mistura de codeína com gasolina ou óleo. Após filtrada, ela é injetada no corpo do usuário.
A carne da pessoa fica pendurada para fora de seu corpo, expondo o osso ou uma pele semelhante a de um crocodilo (por isso o nome Krokodil). Os dois primeiros casos nos EUA ocorreram na última semana.
O uso contínuo de Krokodil provoca a constrição dos vasos sanguíneos e deixa a pele verde e escamosa. Também pode causar gangrena e apodrecer a carne da pessoa, gerando amputação dos membros. Na Rússia foi constatado que a média de vida de um dependente da droga varia entre apenas dois a três anos. A droga causa o endurecimento da pele e gera a necrose na vítima. 
Alguns usuários russos também desenvolveram danos cerebrais e impedimentos de fala, além de terríveis cicatrizes. O efeito da droga é semelhante a de uma heroína.
O uso começou em 2002, mas nos últimos cinco anos triplicou na Rússia. Em 2011, o Serviço Federal de Controle de Drogas do país confiscou 65 milhões de doses. A aplicação pode ser feita em qualquer lugar, desde os pés até a testa.

Techmestre

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.