PREFEITO DEFENDE UNIÃO ENTRE PODERES PARA RECUPERAR ITABUNA

Prefeito de Itabuna Claudevane Leite lê Mensagem na abertura do ano Legislativo - Foto3 Pedro Augusto

O prefeito de Itabuna, Claudevane Leite, defendeu a união dos Poderes Executivo e Legislativo, instituições da sociedade civil e dos cidadãos no esforço para retirar o município do estado de degradação e abandono a que foi submetida nos últimos anos. “Não há um bairro sem problemas. Os senhores e as senhoras sabem disso. Os problemas que juntos, Prefeitura e Câmara, buscam resolver em nosso município não surgiram ontem, nem no ano passado, eles vêm de muito tempo”, afirmou.

Na Mensagem do Executivo lida na sessão de abertura do ano Legislativo, o prefeito Vane fez um breve relato dos problemas que enfrentou ano passado, no primeiro de sua gestão. “A cidade era conhecida como a capital dos buracos. As unidades de saúde estavam fechadas ou em estado deplorável. O Hospital de Base era o retrato do descaso e das coisas erradas. A Emasa parecia um poço sem fundo de dívidas, de prejuízos e de deficiências. As escolas eram verdadeiras ameaças aos alunos e professores, com telhados caindo, redes elétrica e hidráulica comprometidas”, recordou.

Vane disse ainda que pagava-se mais de R$ 1 milhão por uma coleta de lixo deficiente e cara e os canais da cidade não eram limpos, envergonhando os bairros e representando um risco à saúde das famílias. O prefeito ressaltou que o combate à dengue foi praticamente abandonado, pois “deixou-se de fazer ações básicas, o que aumentou, e muito, a infestação do mosquito. Os programas sociais estavam desmontados, o restaurante popular fechado, a assistência social abaixo do razoável”, destacou.

“Há quem diga que nós não deveríamos mais falar nisso, que não cabe mais citar a chamada herança maldita, mas eu não posso deixar de registrar, nesta mensagem, que a realidade é mais séria do que imaginam os que olham de longe, ou os que defendem aqueles que estavam na administração antes de nós”, enfatizou para dizer que o descalabro e o abandono do município foi “uma má herança que deixa estragos, compromete o futuro. E foi o isso o que fizeram com a nossa cidade, com o nosso povo: comprometeram o seu futuro”, frisou.

REALIZAÇOES DO GOVERNO

O prefeito voltou a destacar a necessidade de união entre os poderes. “Por isso, precisamos andar juntos, Poder Executivo e Poder Legislativo, governo e Câmara, prefeito e vereadores. Porque o trabalho é muito grande e demorado. Os senhores e as senhoras andam por Itabuna, já andavam na campanha e antes dela. Conhecem esta cidade, a zona rural, o município como um todo. Sabem do que estou falando” e passou a citar os avanços obtidos ano passado

A compra de duas patrulhas mecânicas, com recursos próprios que se somaram a outros equipamentos existentes e ainda ao aluguel de trator, escavadeira, motoniveladoras e mesmo assim, essa frota não consegue dar conta da demanda reprimida por serviços nos bairros, reparos em ruas, terraplenagem, melhorias de vias e acessos, limpeza de canais, e todo tipo de serviço que a população pede.

“Há equipes trabalhando em várias partes da cidade. Mas posso dizer que quase todas as obras que começaram antes de 2013 estavam paradas. As empresas queriam refazer os contratos, alegavam que o valor contratado antes não cobria a continuação das obras. Fomos à Caixa, em um trabalho orientado por mim e muito bem coordenado pelo nosso secretário de Planejamento e vice-prefeito, Wenceslau Júnior, e conseguimos salvar esses projetos: São Roque, São Pedro, Vila Anália, Zizo, Califórnia, Nova Califórnia, Pedro Fontes, Nova Ferradas.

Vane disse que quem está de longe não sabe como teve que lutar para que as obras voltassem. Um exemplo citado é o projeto de saneamento e urbanização na Zona Oeste, que contempla oito bairros. “Quando assumimos, a empresa que havia vencido a licitação estava em situação pré-falimentar e quis entregar a obra, no valor de mais de R$ 30 milhões. Negociamos, fizemos o máximo de esforço para que não houvesse prejuízo e uma paralisação, mas não houve jeito e a empresa teve que sair do projeto, obrigando a uma nova licitação, que já fizemos. No próximo mês aquela importante obra, que beneficiará uma imensa região e mais de 40 mil pessoas, será reiniciada”, anunciou.

NOVOS PROJETOS

O prefeito disse ainda que a administração municipal está atuando firmemente em Brasília para que mais recursos cheguem. Fez referencia ao cadastramento de mais de R$ 80 milhões em projetos que incluem pavimentação, drenagem, saneamento, urbanização, centros de esporte, creches e outros projetos. “Se Deus quiser, vamos realizar essas obras em Itabuna, efetuando melhorias significativas no dia a dia da população, no aspecto da cidade, na vida no campo”, declarou. Além disso, fez um relato das ações em execução desde o ano passado para a reforma e ampliação da rede de atenção básica, com obras em andamento em 12 unidades básicas de saúde.

O aluguel do espaço para funcionamento da Universidade Federal do Sul da Bahia, que considera a maior conquista de Itabuna e região nos últimos 100 anos e a inscrição do município no programa do Governo Federal de implantação de novas faculdades de Medicina foram ações festejadas pelo prefeito Vane na Mensagem aos vereadores. “São esforço que tivemos, com a inegável contribuição da sociedade e dos membros desta Casa, que repercutirão no futuro. Um futuro que podemos construir juntos. Com trabalho, fé, perseverança, seriedade no trato da coisa pública, no gasto do dinheiro público, e com este entendimento que conseguimos, em que o município está acima de eventuais divergências”, afirmou.

O prefeito Vane entregou aos vereadores relatório contendo as principais realizações de sua administração ano passado e apontando metas que pretende alcançar ao longo do exercício de 2014. “Fiquem certos, senhor Presidente Aldenes Meira, senhores vereadores e senhoras vereadoras, de que este ano a presença da administração pública em Itabuna será mais notada. Já estamos em vários bairros e vamos continuar. E começaremos outras obras e importantes projetos ainda neste semestre”, afirmou.

Dentre os projetos já divulgados, Vane citou o restaurante popular do bairro de Fátima; o shopping do comércio informal; intervenções viárias com melhoria no tráfego e no fluxo de veículos; a zona azul, para ordenar o trânsito; a licitação para o transporte coletivo; a urbanização do Vila Anália, Zizo e Novo Horizonte; nova pavimentação nas principais artérias da cidade, com melhoria da mobilidade urbana, incluindo ciclovias e ciclofaixas; e complemento da urbanização da Avenida Amélia Amado, com embelezamento dos canteiros, com o estacionamento, com a iluminação e com as travessias, apesar de o Ministério da Integração Nacional não ter ainda liberado a última parcela. Ainda Banco de Alimentos, Centro de Arte e Esportes Unificados – CEU, no Urbis IV, Centro de Iniciação ao Esporte, no Fonseca, além de quadras nos bairros, nas escolas e na Vila Olímpica, dentre outros.

Share Button

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *