Prefeitura cadastra famílias para receberem novas casas

Técnicos da SAS e Defesa Civil iniciaram o cadastramento pela Bananeira - Foto Wilson Oliveira 1

Prefeitura de Itabuna iniciou, esta semana, um mutirão assistencial para cadastrar todas as famílias que vivem em área de risco. O Bananeira foi o primeiro escolhido dentre oito bairros que terão atenção especial da Secretaria da Assistência Social. As famílias passarão a integrar um cadastro visando contemplá-las com novas unidades habitacionais a serem construídas no próprio bairro, com recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2) do Governo Federal.

Os demais bairros a serem beneficiados com projetos de casas populares com verbas do PAC-2 são: Manoel Leão, Maria Matos (Rua de Palha), Nova Itabuna, Lomanto Junior, Jorge Amado, Sinval Palmeira e Santa Catarina. O cadastramento está sendo feito por 18 técnicos, entre pedagogos e assistentes sociais da Secretaria de Assistência Social (SAS) e da Comissão Municipal de Defesa Civil.

O diretor do Departamento de Combate à Pobreza da SAS, Elan Barros, informou que, além de novas moradias, os bairros também serão beneficiados com obras de infraestrutura numa ação conjunta com Secretaria de Desenvolvimento Urbano (Sedur). No caso da Bananeira, o diretor disse que o município pretende agilizar todo o processo para que as casas sejam construídas no menor tempo visando não apenas beneficiar aquelas famílias que moram em áreas de risco, como também promover uma melhor qualidade vida da população mais carente .

Elan Barros diz que em Itabuna muitas famílias ainda vivem em condições subumanas, em áreas de risco ou em barracos comprometidos (subnormais) sem nenhuma segurança ou bem-estar. Um problema que na opinião dele, vem sendo minimizado pelo esforço que o prefeito Claudevane Leite tem feito por meio de parcerias com o governo federal para a construção de novas casas populares.

“Diferente de outras gestões que prometeram e ficaram no papel, o prefeito Vane tem se movimentado em busca de recursos e parcerias nas esferas federal estadual visando minimizar o déficit habitacional que ainda é alto em Itabuna”, reforça o secretário de Assistência Social, José Carlos Trindade.

Em apenas um ano da atual gestão, conforme lembra o diretor, foram entregues quase mil unidades habitacionais nos condomínios Jardim América I e II, no bairro Nova Califórnia. Há a previsão de construção de pelo menos cinco mil unidades residenciais até 2016, segundo Elan Barros. Dentro de 15 meses Itabuna contará com mais dois conjuntos residenciais do Programa Minha Casa Minha Vida, beneficiando 2.052 famílias com renda de até três salários mínimos, atualmente residentes em áreas de risco e subnormais (favelas): os residenciais Jubiabá, com 996 unidades, e Gabriela, com 1.056 unidades nas proximidades do bairro Nova Ferradas.

Share Button

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *