Professor Odilon, um mestre das letras morando no BF

odilonOdilon Pinto de Mesquita Filho nasceu na cidade Teresina, no Piaui, no dia 15 de julho de 1948. Ainda adolescente mudou-se para Itabuna onde construiu grande parte de sua história. Logo cedo descobriu um certo gosto pela área de Linguagem, assim estudou e graduou-se no curso de Letras pela Universidade Estadual de Santa Cruz- Uesc.

É professor há pouco mais de 30 anos nas escolas e universidades da região, porém não é a única área em que já trabalhou. Odilon já foi trabalhador rural, músico, jornalista e radialista, onde ficou mais conhecido por ser apresentador do programa “De fazenda em fazenda” na Rádio Jornal de Itabuna. O programa era direcionado para o trabalhador rural e o apresentador tinha o cuidado de adequar a linguagem para a realidade deste povo.

“De fazenda em fazenda” era mantido pela Ceplac e era apresentado de uma maneira mais descontraída, de modo que fosse atrativo para seus ouvintes e que não tivesse uma programação monótona. Hoje, o programa está sob o comando de Rivamar Mesquita, seu filho, e é exibido pela rádio Difusora de Itabuna.

Odilon considera o trabalho como apresentador deste programa, grande marco de sua vida profissional, pois tudo era feito com bastante gosto e procurava sempre se aperfeiçoar, se inspirando na Rádio Nacional de Brasília, que tinha um programa voltado para a zona rural, transmitido para o povo da Amazônia.

Além disso, o professor fez mestrado e doutorado na Universidade Federal da Bahia, onde adquiriu conhecimento para atuar na arte de lecionar e aperfeiçoar seus escritos. É amante da leitura e dedica-se aos diversos livros, seja os literários ou didáticos que sempre colaboram para seu crescimento intelectual e profissional.

Também é um grande escritor de crônicas que são publicadas nos jornais itabunenses. As crônicas são dos mais diversos assuntos relacionados ao cotidiano e todas são de histórias ficcionais. Além disso, também é autor da coluna “Usos do Português” no jornal Diário da Bahia, em Itabuna.

Estes trabalhos deram origem aos seus livros com os títulos “Usos do Português” e “Coisas da Vida” que também possui versão em inglês. Por isso é considerado grande colaborador para cultura da cidade. “Apesar de não ter nascido aqui, considero Itabuna minha terra, pois aqui conquistei grandes amizades e construí minha vida profissional”, afirma o professor. Atualmente o professor mora no Bairro de Fátima, onde freqüentemente é visto fazendo caminhadas. Querido professor, sua presença enobrece nosso bairro!

Share Button

7 Responses to Professor Odilon, um mestre das letras morando no BF

  1. Arlete Chitombi disse:

    Olá Professor Odilon Pinto. Sou Angolana, li um dos seus livros o Português no Vestibular, por intermédio de um amigo-já falecido! Gostei do que li e gostaria imenso de entrar em contacto com o Professor, pois sou amante de literatura, jornalismo, língua portugêsa. Quero beber da experiência rica e abençoada do SR,pois admiro-o bastante. como posso contactá-lo por favor?

  2. GOSTAVA MUITO DE OUVIR AS HISTÓRIAS DE VIDA NA ROÇA COM ODILON PINTO , HOJE MORO EM BRASÍLIA-DF .SAUDADES!

  3. vero disse:

    ”QUE MONTA JOÃO GRILO POPILO ODILON QUE O MOMENTO E BOM PRA NOS VIAJÁ , O JEGUE CORRE QUE FAZ ATE MEDO AMANHÃ BEM TENHO QUE VOLTAR”‘

    FEZ MINHA INFÂCIA

    ABRAÇO A TODOS QUE VIVEU ESSA ÉPOCA

  4. José Moura Bispo disse:

    Tive a honra de tê-lo como professor na biblioteca de Ibicaraí,durante alguns meses.

  5. jeronimo disse:

    grande odilon me divertiu muito na minha infancia
    adorava o quadro vida na roça e os personagens
    joão grilo e o velho porfilho SAUDADES

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *