Santa Casa de Itabuna apoia Campanha que alerta para crise nos hospitais filantrópicos do país

SAnta casa2.jpg

A Santa Casa de Misericórdia de Itabuna aderiu a campanha nacional da Confederação das Santas Casas e Hospitais Filantrópicos (CMB) em que cobra uma posição enérgica e rápida do Governo Federal no que diz respeito ao atendimento de reivindicações importantes do setor filantrópico no país. O assunto foi discutido em recente reunião em São Paulo e resultou na elaboração de uma carta aberta à população, que também foi direcionada ao Ministério da Saúde, Senado Federal, Câmara dos Deputados e demais órgãos envolvidos.

No documento, fica clara a preocupação da Confederação das Santas Casas e Hospitais Filantrópicos em relação a projetos de lei que estão em tramitação no Congresso e que gerarão impactos financeiros no setor da saúde. E cita como exemplo o projeto de lei que trata da jornada de 30 horas de trabalho para a área de Enfermagem e também dos pisos salariais.

“Estamos vivendo uma situação insustentável. É do conhecimento de todos que os hospitais filantrópicos representam 50% da assistência SUS no país, e que estes se encontram em uma situação deficitária acumulada ao longo dos anos em torno de R$ 15 bilhões. Agora, estas instituições poderão ter um acréscimo nas suas dívidas em torno de R$ 13 bilhões ao ano, caso o projeto de lei das 30 horas de Enfermagem seja aprovado”, frisou o provedor da Santa Casa de Misericórdia de Itabuna, Eric Ettinger.

E finalizou: “A situação é muito séria, é preciso que nossos governantes avaliem com bom senso e prevaleça o interesse maior da sociedade brasileira, evitando a falência da maioria das Santas Casas de Misericórdia e dos Hospitais Filantrópicos do nosso país por inviabilidade econômica e financeira, e consequentemente um colapso no sistema de saúde brasileiro”.

ASCOM SCMI

Share Button

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *