Secretário apresenta projeto de regulamentação de mototáxi

Já está na Câmara de Vereadores o projeto de lei da Prefeitura de Itabuna regulamentando o serviço de mototáxi e motofrete no município. O projeto assinado pelo prefeito Claudevane Leite define que haverá pontos fixos de mototáxi no centro da cidade e centrais nos bairros. O objetivo da lei é a organização do setor, definindo direitos e responsabilidades dos mototaxistas, ajudando a profissionalizar o setor e garantindo mais qualidade e segurança do serviço prestado ao usuário.

O projeto de lei foi entregue aos vereadores, na quarta-feira, pela secretária de Governo, Cleide Sousa, que manifestou a satisfação do prefeito Claudevane Leite de ter atendido à essa antiga reivindicação dos mototaxisas, e pelo secretário de Transporte e Trânsito, Clodovial Soares. Segundo o secretário, “os mototaxistas deverão atender a comunidade com qualidade, responsabilidade e respeito às leis de trânsito. Isso organiza tanto o setor de transporte quanto o trânsito da cidade”.

O presidente da Associação de Mototáxis, Emerson Silva Matos, agradeceu a todos que se empenharam para que o projeto ficasse pronto. “A luta é árdua e existe há muito tempo. Agora poderemos andar de cabeça erguida como profissionais, já que antes nossa atividade era desprezada. É uma realidade; seremos reconhecidos, mas a luta continua” afirmou. O mototaxista Adilson Borges, que trabalha no Banco Raso, lembrou que a luta pela regulamentação começou há 15 anos. “Os mototáxis estavam desacreditados, mas hoje acredito que a legalização é uma realidade, pois estou vendo o projeto”.

O curso que profissionaliza a categoria já está à disposição no Sest/Senat e será oferecido na Escola Municipal de Trânsito assim que o Departamento Estadual de Trânsito (Detran) liberar. Estiveram presentes à entrega do projeto os vereadores César Brandão, Francisco Edes, Chico Reis, Joilson Rosa, Antonio Cavalcanti, Carmem do Posto, Glebão e Valéria Morais, além do diretor do Departamento de Transporte da Settran, Tomaz Fernandes de Sousa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.