Ucrânia acusa Moscou de querer começar “terceira guerra mundial”

manchetes-eua-marinha-siria.JPG

O primeiro-ministro ucraniano acusou hoje (25) a Rússia de querer começar “uma terceira guerra mundial” ao apoiar a insurreição separatista no Leste da Ucrânia. Arseni Iatseniouk apelou à comunidade internacional para que se una contra a agressão russa.

“As tentativas de agressão do Exército russo na Ucrânia levarão a um conflito sobre o território da Europa. O mundo não se esqueceu da 2ª Guerra Mundial e a Rússia pretende lançar uma terceira guerra”, declarou ele durante um conselho de ministros. O apoio da Rússia aos rebeldes na Ucrânia constitui crime e apelamos à comunidade internacional para se unir contra a agressão russa, acrescentou.

A tensão na Ucrânia tem subido de tom, diante da ameaça também de uma crise energética.

Nessa quinta-feira, representantes da União Europeia, Eslováquia e Ucrânia não chegaram a acordo, em Bratislava, para bombear gás para a Ucrânia a partir do Ocidente, disseram fontes do Ministério da Economia eslovaco.

“Não houve acordo”, disse Stanislav Jurikovic, porta-voz do ministério, a propósito de iniciativa da Eslováquia, dada a complicada situação da Ucrânia resultante da forte subida do preço do gás russo.

Agência Brasil

Share Button

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *