UFESBA finca de vez sua base em Itabuna

UFSB são as quatro letras com as quais Itabuna e a região Sul da Bahia passam a delinear perspectivas para um futuro mais bonito e promissor, com a descentralização e regionalização da educação. O ato de instalação da Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB) aconteceu na tarde de hoje com o auditório lotado na Reitoria e campus Jorge Amado, no bairro de Ferradas, o que torna Itabuna, oficialmente, sede de uma universidade federal.

O governador Jaques Wagner afirmou durante a cerimônia que a região vai sentir a mudança. “Não é pouca coisa. Serão R$ 90 milhões injetados por ano, surgem agora janelas, avenidas de oportunidades para nossa população”. Wagner analisou que passados alguns anos as pessoas falarão da diferença da região antes e depois dessa universidade e pediu empenho absoluto dos prefeitos, pois quando a universidade chega, ela precisa ser abraçada.

A reitora Dora Leal, da Universidade Federal da Bahia (UFBA), que é tutora da UFSB, disse que Itabuna tem a honra de sediar a reitoria da nova universidade. “Queremos que ela seja exemplar, superando desigualdades e enfrentando preconceitos” afirmou. O reitor pro-tempore da UFSB, Naomar Almeida Filho, propôs Moção de reconhecimento e agradecimento à Prefeitura de Itabuna.

O reitor explicou que a parceria com a Prefeitura está excelente. “Esse local, por exemplo, foi descoberto pela prefeitura e posto à disposição de modo que preenche totalmente as nossas expectativas. A universidade aqui consolida o processo de implantação para sair o mais rápido possível”, afirmou.

O prefeito de Itabuna, Claudevane Leite, disse que a escolha do município para ser sede da UFSB é para ser festejada por ser reconhecimento de sua importância. “Itabuna não perdeu – e nunca perderá – sua importância história, econômica e política. Somos, sim, uma cidade forte e torna-se obrigatório afirmar, sem medo de errar, que esta Universidade chega a nossa cidade graças ao apoio do ex-presidente Lula, à decisão da presidenta Dilma, ao apoio do governador Jaques Wagner, ao trabalho e ao interesse da nossa bancada federal, dos deputados estaduais”, ressaltou.

Segundo o prefeito Vane “é imperativo dizer que esta Universidade que os senhores assistem dar mais um passo, que os senhores e senhoras do Conselho Universitário vão ajudar a consolidar, é resultado da luta de um povo, de uma comunidade que sabia que a merecia, que tinha direito e que tinha condições para abrigá-la. A Universidade é uma conquista de todos é fruto de um sonho de Itabuna e também da região, discursou”.

A estudante Mariana Dias, representante da União dos Estudantes da Bahia (UEB), destacou que a universidade já nasce com o espírito revolucionário, quebrando a lógica tecnicista. Por isso espera-se que ela seja um exemplo. A UFSB não terá faculdades, escolas ou departamentos. Terá institutos e 36 colégios universitários em cidades da região. A aula inaugural da UFSB está prevista para acontecer no dia 9 de setembro de 2014.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.