ITABUNA SEDIA MUTIRÃO NACIONAL DE CIRURGIAS BARIÁTRICAS NESTA QUINTA-FEIRA

Diminuir o número de pacientes na fila de espera e, principalmente, garantir melhoraria na qualidade de vida para quem há anos sofre com complicações de saúde causadas por doenças geradas pela obesidade morbidade são principais objetivos do 1º Mutirão Nacional de Cirurgia Bariátrica. Os procedimentos serão realizados na Santa Casa de Misericórdia de Itabuna nesta quinta-feira, 2, em parceria com a Prefeitura de Itabuna.

Tony Emerson da ONG Casa do Obeso e o cirurgião Fabrício Messias -  Foto Gabriel de Oliveira
Tony Emerson da ONG Casa do Obeso e o cirurgião Fabrício Messias

Nesta primeira etapa serão beneficiadas seis pessoas que já passaram pela avaliação da equipe médica encarregada dos procedimentos cirúrgicos. Além da parceria da Prefeitura de Itabuna, a ONG Casa do Obeso conta com o apoio da Johnson & Johnson. O número de pacientes parece pequeno, mas não é, pois mensalmente são realizadas no município oito cirurgias bariátricas pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

O médico cirurgião Fabrício Messias e coordenador do 1º Mutirão Bariátrico explica que as cirurgias serão realizadas pela técnica de videolaparoscopia, um procedimento minimamente invasivo (consta de pequenos cortes), o que reduz riscos de infecção hospitalar e uma recuperação mais rápida do paciente. Os procedimentos cirúrgicos estão previstos para começar às 7 horas da manhã. Além disso, estão mantidas para julho as oito cirurgias mensais.

O médico ressalta que Itabuna foi escolhida para sediar o mutirão por ser o único município no interior do Brasil a manter um programa permanente de cirurgias bariátricas através da videolaparoscopia. "Graças à parceria com a Prefeitura de Itabuna isso tem ocorrido. Todo o suporte para a realização do nosso trabalho tem sido oferecido pelo município", diz o cirurgião Fabrício Messias.

Já o presidente da ONG Casa do Obeso, Tony Emerson, destaca que o procedimento por videolaparoscopia tem sido um grande sucesso. "No município é zero o número de mortes de pacientes beneficiados. Já são quase 200 pessoas que passaram por cirurgias e se livraram de doenças graves como diabetes, colesterol elevado, infecções de pele e pressão alta, além de dores nas articulações decorrentes da obesidade", conta Tony Emerson.

O pioneirismo despertou a atenção da Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica (SBCBM), que escolheu Itabuna como referência nacional e sede para o 1º mutirão. Os procedimentos serão acompanhados por médicos de estados como Rio de Janeiro, São Paulo e Pernambuco, que a partir das 19 horas desta quarta-feira, no auditório da Santa Casa de Misericórdia, assistirão a uma palestra proferida pelo médico Fabrício Messias.

_______________

Prefeitura de Itabuna

Secretaria Municipal de Comunicação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.