Olimpíadas de 2016 terão gastos fiscalizados afirma TCU

detetive-264x300Os tribunais de Contas do município e do estado do Rio de Janeiro e da União firmaram um protocolo de intenções com o objetivo de reforçar as ações de fiscalização dos gastos com os Jogos Olímpicos e Paralímpicos de 2016. O documento foi assinado pelos presidentes dos órgãos hoje (17), na capital fluminense. O objetivo é evitar atrasos nas obras, gastos além do previsto e garantir um legado para a cidade do Rio de Janeiro.

“Vamos fiscalizar preventivamente, orientar, para que os recursos sejam bem aplicados e para que essa montanha de dinheiro deixe para o povo do estado do Rio um legado”, disse o presidente do Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro, Jonas Lopes de Carvalho Junior, ao site da entidade. Segundo ele, o trabalho será preventivo, para auxiliar na aplicação correta dos recursos públicos.

O presidente do TCU, ministro João Augusto Nardes, esteve nessa segunda-feira (16) com o presidente do Comitê Olímpico Brasileiro (COB), Carlos Arthur Nuzman, e enfatizou que as obras precisam ser entregues no prazo, sem atrasos. De acordo com Nardes, os tribunais vão trabalhar “alertando a cada momento e procurando fazer a prevenção”. Agência Brasil

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.